21 outubro 2009

Deus e a teoria atômica.


Pesquisei nesta manhã, sobre provas cientificas da existência do espírito, em conseqüência levava também a questão da existência divina. O que sempre me incomodou foi o fato de poucos cientistas darem importância nesta antiga questão. Os poucos que pesquisaram sobre esse tema, conquistaram ótimos avanços significativos e puderam até provar que existe uma vida após morte. O que nada vale para muitos físicos atuais.
Já debati com muitos físicos a respeito do tema. Pelo que entendi, apenas irão dar atenção se existisse forma física no espírito ou divindade.

Demócrito (c. 460-370 a.C) foi o ultimo filósofo da natureza. Ele presumia que todas as coisas eram constituídas por uma infinidade de pedrinhas minúsculas, invisíveis, cada uma delas sendo eterna e imutável. Ele chamou estas pedrinhas de: átomos, que significa Indivisível. Os átomos nunca foram vistos, nem mesmo nos tempos de hoje existem imagens que confirmem sua estrutura. O fato de não ser visto não impediu que cientistas e filósofos estudassem a teoria de Demócrito,até chegar no que sabemos hoje. Após centenas de anos, descobriu-se muito dos átomos e assim provada a sua existência, mas, contudo muitas duvidas os físicos ainda têm sobre sua estrutura.
Todos  os cientistas sabem que existem muitos mistérios no universo, e que é difícil afirmar o pouco  que sabemos de nossa origem. Acho que com as informações que temos, não podemos deixar de estudar nenhuma forma de teoria sobre nossa existência e então: não podem os físicos descartar a existência de Deus, pelo simples fato de não o terem visto.
 Ignorando qualquer tipo de teoria, pode também estar ignorando a verdade que tanto buscamos. O átomo é a maior prova de que: só por que não enxergamos, não significa que não exista.

5 comentários:

Lacobos disse...

Sou professor de matemática e física e química, adorei o post!

O átomo é uma tremenda prova mesmo, além de carregar comigo a certeza de algumas grandes buscas sempre serão grandes buscas.

Uacht!

http://dadonanet.blogspot.com

Wênderson Bessa disse...

concordo com vc plenamente amigo.. não é por que nao vemos que não existe.. nem tudo está ao alcance de nossa visão, mas nem por isso deixam de existir.. fé e ciência as vezes parecem seguir caminhos contrários..
por outro lado as vezes partem ou seguem do mesmo princípio..

♰'Verônica Barboza disse...

Tbm concordo com vc, Régis!
Gostei do Post!! Alias... foda o Blog... adorei! ;)

Abraços.

Maurício disse...

Veja bem, através da lógica e da razão não podemos "provar" nada sobre Deus. Immanuel Kant expôs isso de forma brilhante ao escrever o livro "Crítica da Razão Pura" onde demonstra logicamente que a alma existe e que a alma não existe, que Deus existe e que Deus não existe, ou seja, a única coisa que ele provou foi que não se pode provar nada. Outro fato interessante é que Kant era teísta e percebeu que o melhor é deixar Deus em outro patamar, pois nessa "brincadeira" do prova/não prova você termina entrando em atrito com teus próprios princípios.

Essa questão de "provar" também é muito complicada, pois na realidade não provamos nada. Existem teorias e experimentos que corroboram para dizer que essas teorias são consistentes ou não.

Sobre o átomo, acredite, sabemos mais sobre a física quântica e buracos negros do que sobre a maionese e muitas outras questões em aberto sobre fluidos.

Anônimo disse...

otimo essa sua colocação sobre o atomo ...Digo - lhe não estar longe o encontro da ciencia com Deus , não esse Deus vingativo,raivoso, cruel que matava, adultos e criançãs impiedoso, não, não e esse deus feito pelos homens para atender seus interesse esse deus que vai ao encontro da humanidade ( ciencia e amor piedoso e o deus do umiverso ).

Deixe seu recado