02 novembro 2010

Labirintos

Dias e dias, procurando a saída de um labirinto sem fim. Dobrar esquinas encontrar o centro, voltar ao mesmo lugar sempre. Tentar escalar as paredes é inútil, apenas continuar caminhando e talvez morrer procurando a saída do labirinto.

Sem bussolas para me guiar, sou motivado apenas pela esperança  de não morrer  preso em um labirinto, solitário e frio que o mundo me reservou.
Sei que “não existe labirinto sem saída”
Eu quero apenas, ver o sol mais uma vez. 

2 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Régis
Realmente para tudo tem uma saída, até para os labirintos.
Grande abraço

Tamires Guedes disse...

Acho que meu post de hoje refletiu muito bem, sem querer, sobre o assunto: http://pensamentosdalibelula.blogspot.com/2010/11/momento-poetico.html
Para achar "a saída do labirinto", basta querer e sorrir ;-)

Deixe seu recado