06 março 2009

Gritos


Em meio às multidões... passam sem me ver, sem nem ao menos esbarrarem em mim. Todos na direção contraria visando o vazio. Apenas a chuva, apenas o bater do meu coração, apenas um pensamento. Não adianta correr do inimigo se ele for você mesmo. Todos continuam andando como se o universo estivesse em suas mãos e nada mais importa. Ninguém escuta os gritos que ecoam forte em meio aos prédios, ninguém vê nada alem das paredes que os prendem, ninguém ouvem as lagrimas caírem. Ninguém ouve meus gritos, ninguém pode me ver chorar.

5 comentários:

ElviS disse...

Como sempre mais um texto fantastico.
Vejo e passo por o mesmo tipo de pessoa. Pessoas que são tomadas pelo poder da ignorancia, que deixaram de viver e de serem seres humanos. Seres ambulantes que viajam com uma alma vazia, que se esqueceram da sua humanidade e do que realmente importa, trocaram a verdadeira felicidade por uma outra duvidosa...

Parabens pelo texto meu vio.
Um grande abraço.

Every Day disse...

Adorei o texto e a foto.
parabéns pelo blog.

Every Day disse...

Eu que lhe agradeço.
Seguirei teu blog, gostei bastante de seus posts.

boa semana

Jéssica Silveira disse...

Parabéns pelo texto adorei o blog tu tens uma maneira muito legal de notar as coisas simplesmente sublime!!

Anônimo disse...

já virou letra... :D

Deixe seu recado